Health Coaching

3 rotinas para a tua saúde mental e física

Se queres promover a saúde física e mental, neste mundo cheio de máscaras faciais e de trabalho a partir de casa, estas rotinas que te apresento vão fazer toda a diferença!

Vivemos no que agora se chama um “novo normal” que, do meu ponto de vista, nada tem de normal, e espero que em breve seja o “velho estado induzido pela Covid”, mas opiniões à parte, o que realmente me preocupa é a consequência a longo prazo deste novo estilo de vida, tanto na nossa saúde física como na saúde mental.

Saúde mental e saúde física pós-Covid

Precisamos de prioridades na vida e, por isso, é natural que hoje em dia a pandemia seja ‘A’ prioridade, afinal de contas este é o único tema nas notícias.

Bem, eu tenho um ponto de vista diferente e espero convencer-te de que estas três rotinas são muito dignas de fazer parte das suas prioridades diárias, e que te vão ajudar a promover um maior equilíbrio e defender tanto a tua saúde física como a saúde mental.

O teu bem-estar é muito importante e, neste artigo, espero dar-te alguma perspectiva sobre ‘pequenas grandes coisas’ que deverias estar a cuidar neste momento.

1. Caminha diariamente

Lembra-te dos 15.000 passos diários, esse conselho tinha um propósito e continua a ter!

Antes da pandemia de Covid-19, já éramos bastante sedentários em relação ao objectivo original do corpo humano. Hoje em dia, somos muito mais.

O nosso corpo é construído para caminhar, e caminhar é a mais saudável de todas as actividades aeróbicas que podemos introduzir no nosso dia a dia.

Não só melhora a saúde do coração, como também exerce todas as nossas principais cadeias musculares, desde os pés até ao chamado “core”, aos braços e ao pescoço. Ao sentarmo-nos ou mesmo ao deitarmos durante tantas horas, estamos lentamente a perder a nossa condição física da pior maneira possível: sem sequer darmos por isso.

As pernas ficam dormentes, a zona das ancas perde flexibilidade e o nosso core torna-se preguiçoso para sustentar a coluna… Para quem tem mais de 40 anos, o impacto deste período no nosso corpo será muito difícil de recuperar.

Por isso, mais uma vez, não te esqueças de caminhar diariamente. Se tiveres tido uma vida mais sedentária durante os últimos meses, começa devagar e constrói a partir daí. Este não é o momento para mergulhar num desafio de cross fit, pelo menos não de imediato 😉

2. Respira

Respirar é, mais uma vez, algo que é vital para a nossa saúde em geral e, no entanto, tomamos isso como um dado adquirido. Nunca pensamos em aprender a respirar correctamente, parece ridículo… No entanto, a maioria de nós respira de uma forma demasiado superficial, e agora, com as máscaras, vai ficar pior.

Por favor, tem consciência que a circulação de ar por detrás da máscara não é normal.

Quando se usa uma máscara, é natural que cada inalação fique mais curta, só porque há resistência. E depois expira-se, e o dióxido de carbono que sai fica para trás da máscara. É por isso que tantas pessoas relatam sintomas estranhos enquanto usam uma máscara.

Daí a necessidade de contrariar este efeito, praticando intencionalmente uma rotina respiratória.

Deixa-me dizer-te uma coisa, mais pessoal: eu só aprendi a respirar bem quando tinha mais de 35 anos e isso mudou a minha vida! Devo isso ao yoga, mas não é necessário iniciar uma prática de yoga para beneficiar com isso.

Uma rotina simples de 5 minutos de manhã e 5 minutos no final da tarde, fazendo com que as inalações sejam muito profundas e lentas – lentamente, conta até 4 – e depois o mesmo para a expiração – conta até 4 novamente.

Enquanto respiras, coloca a mão sobre o abdómen e deixa-o expandir com a inalação, como a barriga de um bebé. E depois contrai o teu abdómen quando expirares.

Isto não precisa de ser meditação. Podes estar a planear o teu dia, se quiseres, ou o teu jantar, ou a ouvir música (esta última é a minha preferida).

Deixa-me explicar porque é deves praticar uma respiração profunda com regularidade:

Uma respiração profunda, que tira partido da total capacidade pulmonar, tem um impacto muito positivo e imediato no nível de stress.

O movimento do abdómen vai estimular o nosso sistema nervoso parassimpático, que é o sistema nervoso da calma e da digestão. Ao perceber que não há perigos eminentes, o corpo reage acalmando: o coração vai abrandar o seu ritmo, a digestão prossegue sem problemas e o nível de hormonas relacionadas com o stress – a adrenalina e o cortisol – também se reduz.

No médio prazo, esta rotina pode ter impacto na tua tensão arterial, favorecendo a descida, e até no teu peso, pois o cortisol em excesso é um inimigo criador não só de problemas de saúde mental mas também de de gordurinha extra, sobretudo na região abdominal.

Assim, por favor, respira diariamente!

3. Cria limites positivos

Quando se trabalha de casa, é tão fácil estar sempre a trabalhar!

Quando a quarentena começou, eu tomei consciência de que tinha passado quatro semanas completas em que estive sempre a trabalhar, mesmo aos fins-de-semana. E depois senti-me exausta. Percebi que não havia tempo pessoal, não havia um momento para me divertir, não havia momentos para descontrair – o espaço físico sendo o mesmo, tudo parecia igual e o trabalho prevalecia. Nada bom!

Todos nós esperamos que o próximo grande desafio na era pós-Covid seja a saúde mental. Os sentimentos sombrios insidiosos que começam com um stress ligeiro e ansiedade, e na vez seguinte que repararmos que nos levarão a sentir a pior pessoa do Mundo, inútil, vazia… Chama-se depressão e também mata, lamento dizê-lo.

Portanto, a minha dica muito simples e fácil de implementar para criares e cultivares as tuas defesas contra um estado de espírito menos que brilhante: cria limites positivos na forma como distribuis o teu tempo, para que te sintas no lugar do condutor da tua vida, e sobretudo gostes da tua direção!

Arranja espaço para o trabalho, sim, mas também para tudo o que gostas na vida:

  • Cria espaço para respirar.
  • Cria espaço para caminhar.
  • Cria espaço para escrever um diário e reconhecer as tuas emoções.
  • Cria espaço para aprender um novo hobby, algo que gostes muito.
  • Cria espaço para ser alegre e divertido, seja sozinho ou com companhia.
  • Cria espaço para cozinhar uma refeição que te dê muito prazer.
  • Cria espaço para …

… Tudo o que precisares na tua vida, além do trabalho, e não te culpabilizes por isso.

Espero sinceramente que experimentes estas rotinas e não te esqueças de me dizer se gostas do resultado: comenta em baixo ou visita-me no Instagram – @glowchef – e conta-me tudo!

Mantém-te saudável. 

2 pensamentos sobre “3 rotinas para a tua saúde mental e física

  1. Victoria diz:

    👍👍👍vou tentar! 😘

    1. silvia@glowchef.com diz:

      Que bom que gostaste, Victoria! Vai-me dizendo se sentes algum impacto. Bjs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *