Sopas de legumes: anti-inflamatórias, fáceis e reconfortantes

As sopas de legumes são uma forma prática de introduzir mais vegetais na tua alimentação. E são benéficas tanto para miúdos como graúdos.

Sopas de legumes, caseiras, fáceis e saudáveis

Neste artigo, e no vídeo correspondente, vais ver como é fácil fazer sopas caseiras: são sopas sem batata, que assim se tornam sopas low carb. São também sopas totalmente vegetarianas, que te vão ajudar a equilibrar a tua nutrição.

São, como eu gosto, receitas fáceis, feitas de forma a proteger a riqueza nutricional dos vegetais e a maximizar os benefícios para a tua saúde.

Para veres o vídeo, clica na imagem

Glow Chef, Silvia Almeida, receitas de sopas saudáveis, sopas de legumes, sopas saudáveis, receitas fáceis, sopas fáceis e rápidas, sopas caseiras, sopa low carb, receitas fáceis, receitas saudáveis, sopas vegetarianas, sopas para emagrecer, receitas de sopas deliciosas, sopa sem batata, dieta anti-inflamatória, sopa de abóbora, sopa de couve-flor, sopa de brócolos, sopa de espinafres

Sopas para emagrecer?

São sopas para emagrecer? Porque não? As sopas Glow Chef são sempre sem açúcar, com pouca gordura e muito equilibradas em termos de nutrientes. Podes iniciar a tua refeição com um prato de qualquer uma destas sopas, ou comer (leia-se levar para o trabalho) como snack da tarde.

Hoje vou mostrar-te como fazer 3 receitas de sopas de legumes que aquecem a alma, e são perfeitas para tempo mais fresco.

Princípios base para uma sopa de legumes saudável

Há três princípios base que respeito e que tornam as minhas sopas leves, nutritivas e até anti-inflamatórias:

Gorduras saudáveis

Hoje em dia faço questão de manter as gorduras saudáveis: não faço refogado inicial e não misturo azeite na panela, pois faço sopa para mais do que um dia – junto o azeite ou outra gordura saudável como finalização no prato.

Exemplos de outras gorduras saudáveis são sementes, outros óleos com elevada componente de ómega 3 (noz, linhaça ou sésamo) ou até leite de coco.

Sem laticínios nem cereais

Nas minhas sopas agora não há farináceos nem laticínios: para mim as sopas são uma forma prática de equilibrar a minha alimentação e de a tornar o mais anti-inflamatória possível. Por isso, não junto nada daqueles ingredientes que quero controlar, como é o caso dos cereais e dos laticínios.

Antigamente acontecia juntar cubos de queijo feta na sopa e ainda podes vê-lo em algumas fotografias aqui no blog … já não o faço!

Combinações de legumes nutritivas e funcionais

Além disso, escolho sempre combinações de legumes que têm uma função específica, além da complementaridade do paladar: antioxidante, extra fibra para um efeito detox, imunidade, equilíbrio emocional … estas são algumas das funções dos vegetais que escolho para as minhas sopas e que advêm da sua composição a nível de fibra, vitaminas e sais minerais.

Como tornar a sopa de legumes numa refeição completa

Uma refeição equilibrada tem sempre uma proporção saudável de cada macronutriente, ou seja, de hidratos de carbono, de gorduras de preferência saudáveis e de proteínas.

Estas últimas estão muitas vezes ausente das receitas habituais. Por isso achei que vale a pena mencionar aqui como faço para tornar a sopa uma refeição completa.

Isto é particularmente relevante para quem gosta de jantar só uma sopa. Eu própria faço isso de vez em quando, mas nunca descuro a componente proteica.

A forma mais saudável de juntar proteínas a uma sopa, mantendo o seu carácter anti-inflamatório e vegetariano é adicionando leguminosas: grão, feijão ou lentilhas.

Obviamente podes fazer uma sopa de feijão ou grão de raiz. Mas estas são menos versáteis, pois ficam pesadas numa refeição com mais pratos…

O que faço mais frequentemente é juntar as leguminosas no final, como topping de uma sopa mais leve.

Mas já vais ver, a seguir.

As sopas de legumes Glow Chef

Vou-te mostrar 3 receitas, de cores diferentes, que correspondem a objetivos também diferentes:

– uma sopa branca, que corresponde a uma disposição de relax e conforto;

– uma sopa verde que corresponde ao reforço da fibra e um objetivo detox;

– e uma sopa laranja que corresponde a um objetivo antioxidante e promotor da imunidade.

Vamos lá!

Vê o detalhe das receitas nos links aqui ⬇️

Sopa de couve-flor, alho francês e lima

Sopa de brócolos e espinafres

Sopa de abóbora e coco

 

Como vês, fazer uma sopa caseira é muito fácil. E, já agora, torná-la uma refeição completa também!

Agora já sabes como fazer uma sopa caseira que apesar de ser rápida de fazer é muito mais do que fast food!

Mostrei-te como eu faço sopas que são muito variadas – tanto em sabor como em efeitos sobre a tua saúde.

E mostrei-te também como tornar uma sopa numa refeição realmente equilibrada.

 

Gostaste? Escreve SIM nos comentários se estás a pensar experimentar alguma destas sopas esta semana!

Escreve um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *