Funcho: porquê e como comer

O funcho é  um ingrediente excelente para a Primavera!

O funcho é uma das minhas escolhas para cozinhar e comer nesta época do ano, tanto pela sua acção antioxidante – é uma excelente fonte de vitamina C – como pelo seu poder anti-inflamatório.

Glow Chef, Fennel, Funcho, Receita, Recipe, Healthy, antioxidant, anti-inflammatory, antioxidante

Além disso, o funcho é um dos melhores ingredientes a incluir no teu prato quando quiseres melhorar a digestão. Tanto o bolbo como as sementes têm um efeito calmante ao longo do teu aparelho digestivo, incluindo o intestino, devido à sua riqueza de micronutrientes e conteúdo em fibra.

Segundo o website The Healthiest Foods, o funcho também contém folatos e potássio, que são conhecidos pelo seu efeito positivo sobre a saúde cardiovascular.

Por último, mas não menos importante, o funcho tem muito pouca gordura e pouco valor calórico, quando consumido em crú.

O funcho e eu

Ouvi falar de funcho, pela primeira vez, quando me mudei para os Estados Unidos da América. Imagina, tinha 25 anos… progredimos bastante desde então, no que diz respeito à globalização da comida!

Os meus melhores amigos, os dinamarqueses Folke e Christine, adoravam este ingrediente e incluiam-no em todos os pratos que cozinhavam. Naquele tempo eu raramente cozinhava, por isso demorei um bocado a aprender a lidar com a coisa. Mas gostava do formato, voluptuoso. E, inspirada pelos meus amigos, achava que cozinhar com funcho demonstrava maturidade e uma certa cultura 🙂

Agora, gosto muito do gosto do funcho, simultaneamente doce e salgado. E o crocante – o funcho crú adiciona complexidade de sabor e textura em qualquer salada, por isso encorajo-te vivamente a experimentar.

Também gosto do seu efeito calmante sobre a minha digestão. Como já sabes, se me tens lido, tenho uma certa tendência para inchar quando abuso de alimentos doces ou ricos em fermentos. Ah, e se detesto inchar!

Como preparar o funcho

Eu incluo o funcho crú em saladas, cortado fininho com uma faca ou com uma mandolina. E, mesmo sabendo que o calor vai empobrecer as suas qualidades nutricionais, também o asso frequentemente. Misturo com cenoura, curgete e ainda tomate cereja.

Escolhe sempre bolbos que estão frescos, crocantes, sem manchas amarelas.

Glow Chef, Fennel, Funcho, Receita, Recipe, Healthy, antioxidant, anti-inflammatory, antioxidante

Se o cortares verticalmente, obténs uma forma bonita, quase em flor. Horizontalmente, obténs pequenos boomerangues. Escolhe a forma que preferires. Para assar, a minha forma favorita são os “gomos”, na vertical. Vê as fotografias, para perceberes o que quero dizer.

Glow Chef, Fennel, Funcho, Receita, Recipe, Healthy, antioxidant, anti-inflammatory, antioxidante

Usa a parte branca do bolbo para comeres e guarda as partes verdes dos troncos para sopa. Se tiveres a sorte de apanhar o funcho com os ramos de erva, podes usá-la como qualquer outra erva fresca – para enfeitar um prato, para dar interesse a um molho ou até para fazer um pesto mais complexo.

Sementes de funcho

As sementes de funcho podem ser usadas como especiaria ou para fazer uma infusão, calmante e digestiva.

O seu sabor a anis requer alguma habituação, eu acho. Em Portugal estas sementes não são um ingrediente típico, mas internacionalmente são muito usadas em assados de carne, salsichas, pratos vegetarianos, etc…

A Índia é um grande exportador e também um grande consumidor destas sementes. Grande parte das mesas na Índia têm uma pequena taça com sementes de funcho, que são mastigadas cruas no final das refeições. Atuam como um refresco do hálito mas as suas excelentes propriedades digestivas e anti-inflamatórias tornam-nas muito mais que isso.

Para aproveitar ao máximo o sabor da semente de funcho na culinária, deves tostá-las levemente ao lume e depois esmagá-as com um almofariz. Junta-as então ao teu tempero – se as fores combinar – ou diretamente ao prato que estás a cozinhar.

Para fazer chá, junta uma colher de chá de sementes de funcho a uma chávena de água a ferver e deixa descansar por cerca de 7 minutos. Coa e saboreia.

Também podes preparar uma bebida refrescante com este chá: combina com pepino ou gengibre, algumas folhas de menta e muitos cubos de gelo, num copo bonito.

Receitas

Já tens aqui no blog uma das minhas receitas favoritas de salada com funcho: é a Salada de Pêra e Funcho, que podes encontrar AQUI.

Mas nenhum artigo deveria acabar sem uma receita, por isso aqui fica uma nova, na esperança de te conseguir motivar a experimentar este fantástico vegetal na tua alimentação desta estação.

Glow Chef, Fennel, Funcho, Receita, Recipe, Healthy, antioxidant, anti-inflammatory, antioxidante

Funcho Assado com Curgete, Cenoura e Molho de Clementina

Ingredientes

Para quatro porções generosas

  • 2 bolbos de funcho
  • 1 curgete média a grande (ou duas pequenas)
  • 200 gr de cenouras baby
  • 1 colher de chá de oregãos secos
  • 1 colher de sopa de azeite ou manteiga derretida
  • Sal marinho e pimenta preta para temperar

Para o molho de clementina

  • 8 colheres de sopa de azeite virgem extra
  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã (crú)
  • 3 colheres de sopa de sumo de clementina
  • 1/4 de colher de chá de mostarda Dijon
  • Sal marinho e pimenta preta para temperar

Método

Pré-aquece o forno a 200ºC (390º F).

Lava cuidadosamente todos os vegetais, prestando particular atenção à sujidade entre as folhas do funcho. Tenta não as separar, mesmo assim.

Corta a curgete em palitos grossos. Mantém as cenouras baby inteiras.

Corta o fundo dos bolbos de funcho, que é muito duro, mas de forma a manter todas as camadas ainda presas, pois queremos que elas se mantenham unidas quando as cortarmos de seguida, verticalmente, em gomos de aproximadamente 1 cm de largura.

 

Glow Chef, Fennel, Funcho, Receita, Recipe, Healthy, antioxidant, anti-inflammatory, antioxidante

Forra um tabuleiro grande de forno com papel vegetal ou alumínio, e espalha as cenouras e os segmentos de funcho. Tempera com o azeite, sal, pimenta preta e os oregãos.

Leva ao forno por 10 minutos. Nessa altura junta a curgete e assa tudo por mais 20 a 25 minutos. Durante esse tempo agita os vegetais pelo menos uma vez, para evitar que peguem ao papel e ao tabuleiro.

Entretanto, prepara o molho: combina todos os ingredientes numa taça e bate com um garfo ou uma pequena batedeira manual, para emulsionar. Prova e ajusta o tempero ao teu gosto.

Quando os vegetais estiverem prontos, transfere para uma travessa. Tempera com parte do molho e serve o resto à parte, para quem quiser.

Combinações

Este prato é excelente como acompanhamento de uma proteína magra à escolha, seja um peito de frango grelhado, salmão a vapor ou mesmo tofu assado.

Também podes preparar a tua proteína ao mesmo tempo que os vegetais, com o mesmo tempero mediterrânico, num tabuleiro de forno separado. Talvez tenhas é que deixar assar por mais 5 minutos, dependendo da forma como o teu forno reage ao facto de estar mais cheio.

Diz-me:

Achas útil este tipo de artigos, estilo “como usar”? Gostarias de ver mais artigos temáticos, por ingrediente?

Antes de ires…

Não te esqueças de fazer download das tuas folhas de planeamento GRATUITAS e começa a experimentar as receitas de funcho e outras!

Glow Chef - Funcho: porquê e como usar O funcho é uma das minhas escolhas para cozinhar e comer nesta época do ano, tanto pela sua acção antioxidante como pelo seu poder anti-inflamatório. Lê aqui sobre este ingrediente, bem como duas deliciosas receitas.

Escreve um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *