Bolinhas Energéticas de Cacau e Morango

É oficialmente a semana do romance!

Dia de São Valentim

Não é que eu acredite em romance com hora marcada mas o São Valentim é uma excelente desculpa para fazermos um esforço adicional – esforço no bom sentido – para nos sentirmos bem  connosco próprias e com aqueles que amamos.

Eu gosto particularmente da definição de São Valentim que se estende além do amor e engloba a amizade. Porque não? No espírito daquele meu colega americano que neste dia punha uma flor no cacifo de TODAS as colegas do sexo feminino. Era querido. Aqui fica a ideia…

Precisas de uma energia extra?

Em termos de bem-estar, a energia e a boa disposição são o tema. Se fores como eu, nesta altura do Inverno já precisas de uma ajudinha extra.

Assim, hoje sugiro dois super-alimentos que estão associados a este efeito: o cacau crú e a maca.

Eu não defendo que uma alimentação saudável necessite de super-alimentos. Mas como não vivemos debaixo da terra, antes pelo contrário, somos impactadas diariamente com mensagens, sugestões e ideias de receitas … E a curiosidade desperta.

Assim, resolvi ir falando aqui daqueles que eu acho úteis. Que potencialmente complementam os nossos objetivos de saúde e bem-estar. 

O cacau crú

Todos conhecemos o cacau: matéria-prima chave de um alimento mimo por excelência, o chocolate!

Na sua versão mais pura, o cacau crú encerra em si um potencial nutricional muito rico, de grande capacidade antioxidante entre outros efeitos benéficos. 

Não é por acaso que o Dr. Weil, sumidade norte-americana dedicada à alimentação de longevidade – ou seja, anti-inflamatória – inclui o chocolate preto (mais de 70% de cacau) na sua pirâmide alimentar. Ora aí está uma pirâmide que apreciamos!

Não confundas o que menciono aqui com as barras de chocolate que vês perto das caixas de supermercado… Aqui estamos a falar de um chocolate com poucos ingredientes e uma concentração de cacau muito superior à média. Mas que também já é fácil de encontrar no comércio, felizmente para nós!

E também já encontras facilmente o cacau em si, que é um ingrediente fantástico para pequenas sobremesas e snacks caseiros deliciosos, sem nenhum dos ingredientes indesejados característicos dos alimentos processados.

As duas formas mais habituais são em pó e em pepitas, que são basicamente grãos de cacau picados de forma “grosseira”. 

Benefícios do cacau crú

O cacau é rico numa variedade de minerais importantes como o magnésio, enxofre, cálcio, ferro, zinco, cobre, potássio e manganês.

O consumo de alimentos ricos em magnésio está associado (pela literatura) a um equilíbrio da química cerebral, nomeadamente um efeito anti-depressivo, ao reforço da composição óssea e a um efeito regulador da pressão arterial e ritmo cardíaco.

O enxofre, pelo seu lado, é considerado como o mineral da beleza, promovendo a saúde do cabelo, o reforço das unhas e o brilho da pele.

O cacau também aumenta os níveis de serotonina no cérebro, que é uma das hormonas ditas “da felicidade” – mais um empurrãozinho na boa disposição que tanto precisamos neste fim de Inverno!!

E o segundo superalimento energisante e estimulante…

A maca

A maca é vegetal, um tubérculo originário do Perú e que cresce nas montanhas dos Andes. É um vegetal da família das crucíferas, por isso relacionado com as couves, os bróculos e o kale. 

Até nós chega-nos a versão em pó, feito a partir do tubérculo seco.

É habitualmente apelidado de “viagra natural”… Apesar de não existirem ainda estudos extensivos que o confirmem, é atribuído à maca um poder regulador da fertilidade tanto humana como animal. Mas mesmo que não contando com ela para temas de fertilidade per se, podemos talvez contar com o seu poder afrodisíaco… 😉

Composição nutricional da maca

Na sua composição nutricional encontramos proteína e fibra, às quais se juntam algumas vitaminas e minerais relevantes: vitamina C e vitamina B6, cálcio, ferro, cobre, potassium e manganês. 

Tem mais amido que as suas familiares e por isso o seu conteúdo em hidrato de carbono é superior. Mas isso não é um problema se estivermos a falar de uma colher de sopa de vez em quando.

E seja como for, do meu ponto de vista a maca é interessante como antioxidante e estimulante, mas também como ingrediente: o seu sabor lembra o caramelo e fica muito bem tanto com sobremesas à base de cacau e chocolate, como em smoothies. 

E como não poderia deixar de ser, despeço-me com uma receita para mimares alguém muito querido este São Valentim. Trata-se de uma receita crua, muito fácil, mas que tem o efeito desejado esta semana: promove o romance e a boa disposição!

Cacau, Maca, Snack saudável, receita fácil, Crú, São Valentim, sem glúten, gluten free, healthy diet, raw

Bolinhas Cruas de Cacau e Morango

Ingredientes

(para 20 a 24 bolinhas, conforme o tamanho)

  • 14 tâmaras medjool
  • 70 gr de avelãs tostadas
  • 1 colher de sopa de manteiga de avelã ou de amêndoa
  • 1 colher de chá de óleo de côco derretido
  • 3 colheres de sopa de cacau crú
  • 1 colher de sopa de pepitas de cacau cru (cacao nibs, ou grãos de cacau picados)
  • 1 colher de sopa de maca
  • Meia chávena (cup) de morangos biológicos liofilizados (encontras nas lojas e supermercados bio)

Método

Tira os caroços às tâmaras e parte-as em dois.

Coloca as tâmaras no processador de alimentos e pica duas ou três vezes.

Junta o resto dos ingredientes – excepto os morangos – e volta a picar desta vez de forma contínua, até obteres uma consistência de massa grossa. As avelãs vão ficar partidas em pedaços bem visíveis e é assim mesmo!

Deita a massa obtida num prato, separa em cerca de 20 pedaços e usa as palmas da mão para formar umas bolinhas compactas. Eu uso uma colher de fazer bolas de gelado como dose…

Esmaga os morangos liofilizados com a ajuda de um rolo de massa (ou usa um mini processador de alimentos) e coloca o pó grosso resultante num prato raso. Rola as bolinhas já preparadas sobre o pó de morangos, de forma a que os grãos adiram ao exterior e fiques com as bolinhas pintadas de cor-de-rosa.

Conserva as tuas bolinhas no frigorífico. São ótimas como snack e como sobremesa. 

Avelãs tostadas

Se quiseres tostar as avelãs em casa: 

  • Aquece o forno a 180 graus C.
  • Coloca as avelãs já pesadas num tabuleiro metálico e põe no forno. 
  • Marca o temporizador para 5 minutos. Ao fim deste tempo sacode o tabuleiro e marca mais 5 minutos. 
  • Vai fazendo a mesma coisa, sempre de 5 em 5 minutos, até sentires um cheirinho de avelã tostada na cozinha. Deve demorar entre 15 e 20 minutos, no total.
  • Tira o tabuleiro do forno e deita as avelãs com cuidado num pano de cozinha seco.
  • Dobra o pano sobre as avelãs e esfrega devagarinho, para lhes tirar a pele.
  • Separa as avelãs das peles e reserva (ou usa na receita acima).

Mais receitas Glow Chef com cacau, às quais também podes juntar uma colher de sopa de maca:

Barras de Chocolate e Sésamo

Rocky Road de Chocolate e Avelã

Brownies Saudáveis

 

 

Escreve um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *