Glow Chef, Silvia Almeida, sugar free lifestyle, desejos de açúcar como evitar, tips to avoid sugar cravings
Dicas e Truques, Health Coaching

Desejos súbitos de açúcar: como evitar

DESEJOS SÚBITOS DE DOCES durante a tarde ou à noite … porque temos?

Muitas das minhas clientes dizem-me que é fácil para elas comer “como devem” (atenção, isto não é um termo meu…) até meados da tarde, apenas para começarem a sentir estes impulsos de comer TUDO e mais alguma coisa a partir do meio da tarde. E, para dizer a verdade, eu também já senti o mesmo.

O verdadeiro significado dos “desejos de doces”

Pela minha experiência, este tipo de ânsias é a forma do vosso corpo dizer: “Ei rapariga, preciso de comida”.

Quando o corpo começa a “falar” contigo sobre comida, na verdade grita, e é sempre sobre açúcar. Porque, como sabes, a maior parte do que comemos é digerido e absorvido como açúcar (glucose).

Por isso, em vez de pensarmos que temos algum defeito por termos estes impulsos para comer doces, mais vale rebobinar mentalmente as nossas refeições e sermos honestas connosco próprias: “Será que hoje comi o suficiente?”

Por exemplo, a minha amiga M. é uma mulher super magra e desportiva, que tem uma vida profissional muito exigente, faz exercício todas as manhãs e por vezes também no final da tarde.

Durante uma sessão de coaching, ela disse-me: “Normalmente tomo um pequeno-almoço leve, depois como um almoço também leve, e sinto-me bem. Só depois das 17 horas é que as coisas se complicam. Nessa altura sou capaz de comer o que quer que apareça à minha frente, sem parar”.

Bem, a partir dessa conversa rápida, foi muito intuitivo para mim responder: Bem, simplesmente não estás a comer o suficiente à hora da refeição. Especialmente com esse nível de esforço físico!

Opinião: as mulheres comem de forma insuficiente!

Vejo isto muitas vezes.

Por um lado, as mulheres estão a tentar reduzir a quantidade de carne que comem, e M. não é excepção. Por outro lado, as mulheres também querem evitar “hidratos de carbono” – ou seja, pão, arroz, massa, ou batatas – porque “não querem engordar”. Estão também a tentar evitar a gordura, mais uma vez pela mesma razão.

No final, as mulheres estão tipicamente a comer nutrientes insuficientes e acabam por se culpar a si próprias porque os seus corpos começam a gritar “Preciso de AÇÚCAR, AGORA!

E depois, quanto mais comem, mais precisam porque o açúcar é viciante…

Dicas para evitar os desejos (incontroláveis) de doces:

Dou-te aqui quatro dicas simples para te livrares deste círculo vicioso dos desejos de açúcar.

1. Esquece as modas alimentares. Certifica-te de que as tuas refeições principais (três por dia) são equilibradas de uma perspectiva dos macro-nutrientes: precisas de proteínas, gorduras, e hidratos de carbono, tudo de fontes de qualidade.

2. Come para os teus níveis de actividade, tanto física como intelectual: tanto o corpo como a mente precisam de nutrientes e de água para funcionar. Ajusta em conformidade.

3. Quando fazes exercício, tem em mente as refeições pré e pós-treino. Certifica-te de que tens o tipo certo de energia para o teu corpo desempenhar como pedes, e depois para se restabelecer.

4. Reconhece – sem culpas! – que há dias em que vais precisar do conforto de um sabor doce. Certifica-te apenas de que o obténs de fontes naturais saudáveis, e não da máquina de venda automática do escritório.

Criei o programa FREE FROM SUGAR para apoiar as mulheres que se sentem assim, que precisam de um rosto amigável para fazer as perguntas certas, e depois fazê-las sentir-se seguras para finalmente comerem o que precisam e libertarem-se deste hábito do açúcar.

Quando começares a comer de forma equilibrada, vais sentir o inchaço abdominal, os quilos achas que estão a mais, e até os sentimentos de culpa, a derreterem-se por si próprios sem a necessidade de fazer dieta.

Seria um prazer ajudar-te na tua viagem. Envia-me uma mensagem se quiseres descobrir qual a melhor forma para eu te ajudar. Clica em “Marcar sessão gratuita“, preenche o breve formulário e envia.

💚

Sílvia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *